«

»

out 16

Viajar para Colômbia: “O perigo é você querer ficar”

DSCF1824

Castillo de San Felipe, em Cartagena, o maior castelo construído pelos espanhóis na América Latina.

Narcotraficantes, violência urbana e rural, FARCs, tráfico de entorpecentes, Shakira…. Se for isso que te vem à mente quando se fala em Colômbia, esse post é para você desconstruir todos esses preconceitos.

A Colômbia fica aqui do lado do Brasil, tem montanha, tem neve, floresta amazônica, paradisíacas praias caribenhas, cidades históricas incríveis e conservadas, tem friozinho, tem calor escaldante, tem campos e vales, tem um dos melhores cafés do mundo, metrópoles agitadas, museus interessantíssimos, uma gastronomia surpreendente, um povo simpático e festeiro, e o melhor: passagens baratas e preços muito convidativos…  Só os brasileiros ainda não perceberam como é legal ir para a Colômbia!

E aí, bora saber sobre as atrações de lá? Venha viajar para a Colômbia conosco e entenda o porquê de o slogan da secretaria do turismo de lá é “O perigo é você querer ficar!”.

DSCF1741

Em frente ao convento de la Popa em Cartagena, você pode ter a sorte de tirar fotinha com essa preguicinha linda! Quero uma!!

DSCF2102

Plaza Bolívar, na capital Bogotá.

Um rápido sobrevoo sobre o país

Quarto maior país da América do Sul, um pouco menor do que nosso Estado do Pará, a Colômbia tem cerca de 50 milhões de habitantes, foi colonizada pelos espanhóis desde 1525, e apresenta a maioria da população mestiça, mistura de europeus, índios e negros. Tal mistura é identificada nas línguas, na comida e na cultura. O país é relativamente bem desenvolvido, sendo o único país sul-americano, além do Brasil, a possuir cinco metrópoles com mais de um milhão de habitantes. A geografia é bastante favorável, possuindo parte da Cordilheira dos Andes, vales e campos de café, praias caribenhas e no Pacífico e também um pedaço da Floresta Amazônica.

Mapa1

O circuito concentra-se mais para a parte ocidental do país, pois a parte oriental deve ser evitada.

A economia sofreu bastante com a guerra contra o narcotráfico, mas a situação atual é bem próspera, chegando a nos dar inveja, pois tem um crescimento de 4% ao ano, com vários investimentos estrangeiros. Com a polícia nas ruas e o exército nas estradas, o turismo prospera, mas ainda existem problemas com as guerrilhas (FARC – Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia e ELN – Exército de Libertação Nacional), mas eles são concentrados na parte rural do país, próximo à Amazônia colombiana. Já se locomover na parte ocidental, entre Bogotá, Cartagena, Cali, Medellín e Santa Marta, não há qualquer problema.

Quanto à comida colombiana, não se preocupe porque é uma delícia. É meio parecida com a do Brasil, mas eles se concentram nas batatas, mandiocas, arepas (uma panqueca que se coloca recheio doce ou salgado), bananas-fritas, abacates. Há várias frutas tropicais, principalmente em Cartagena para refrescar-se do calor. Ah! E o café colombiano? Delicioso… Você não resistirá aos inúmeros Cafés Juan Valdez, uma rede formada por uma cooperativa de cafeicultores, espalhada por todo o país.

DSCF2293

Batatas diferentes, milhos, carnes… um prato de um típico mineiro para enfrentar o batente na mina de sal.

Grandes nomes pops da Colômbia são a cantora Shakira (de Barranquilla, extremo norte do país), o cantor Juanes (suingue latino de Medellín), o escritor vencedor do Nobel Gabriel García Marquez (morto recentemente, mas que vivia em sua casa à beira da praia em Cartagena) e o artista plástico Fernando Botero (que ganhou fama ao representar os gordinhos em esculturas e pinturas, disponíveis em um museu só para ele em Bogotá). Botero vive, atualmente, na Europa.

DSCF2030

Museu Botero, em Bogotá.

19jun2014---apos-eliminacao-do-marido-shakira-torce-para-colombia-pelo-twitter-1403190543479_956x500

Shakira, a super star da Colômbia!

 Os atrativos das principais regiões do país

Quando visitamos a Colômbia, conhecemos apenas Cartagena e Bogotá durante seis dias. São os destinos mais procurados. Contudo, o país apresenta várias outras atrações. Iremos expô-las nesse post introdutório.  Em breve, faremos outro post com o nosso roteiro de seis dias em Bogotá e arredores e Cartagena.

DSCF1884

Passeio de charrete em Cartagena, um must-do na cidade murada!

Bogotá e arredores

A capital da Colômbia é vibrante e surpreendente. Há várias atividades na metrópole, mas dois dias bem aproveitados são suficientes para suas principais atrações. Sem dúvida, a melhor localização para a hospedagem é o bairro da Candelária, que fica aos pés do Cerro de Monserrate, uma montanha cujo topo é alcançado pelo teleférico. Do topo do cerro é possível ter uma visão panorâmica da cidade. No referido bairro, que é bem estiloso por ser histórico, situam-se os Museo del Oro, Museo Internacional de la Esmeralda e o Museo Botero. Além disso, de lá é possível fazer todas as atividades a pé. Mas escolha calçados confortáveis, pois há algumas ladeirinhas por lá. Próximo ao bairro da Candelária, há também a linda Plaza Bolívar, que abriga os principais prédios políticos, a Catedral da Candelária, o Capitolio Nacional (o Congresso Nacional), a Alcaldía (a prefeitura) e o Palacio da Justica (aquele mesmo invadido pelos guerrilheiros, financiados pelo Pablo Escobar, que passa na sensacional série Narcos, do Netflix).

DSCF2009

O surpreende Museu do Ouro! Combine a visita com um passeio de um dia ao lago Guatavita e conheça o lugar de onde saíram muitas peças do acervo!

DSCF2025

O fotogênico Museu do Botero.

À noite, o point é o bairro conhecido como Zona T ou Rosada, onde há vários bares animados e mesas nas calçadas. O El Coq é animado até às 3h00 da madrugada e tem dança para aqueles que têm pique depois de um dia longo de passeios. Mas o bar/açougue/boate/centro cultural mais legal e imperdível de Bogotá é o Andres Carne de Res. Mesmo que você esteja morto de cansado, não pode perder! Um prédio único de mais de seis andares, com música, comida boa, agito e uma decoração única. Não há um centímetro do enorme estabelecimento que não seja decorado de forma surrealista!

DSCF1970

Andres carne de res!

DSCF1959

Andres Carne de Res!

DSCF1920

Andres Carne de Res!

Dois dias para Bogotá e um dia para conhecer os arredores: a lagoa de Guatavita e a Mina de Sal de Zipakirá. Reservamos um tour no nosso hotel, o Casa de Cor, que fica na Candelária. Recomendamos muito esse hotel, que tem ótima localização, quartos lindos com tema de arte moderna/abstrata, saxofone no café da manhã, padrão e preço três estrelas. O tour de um dia incluiu o translado para a lagoa lendária dos índios da região, onde foram encontradas várias peças expostas no Museo del Oro e também para linda a antiga Mina de Sal de Zipakirá, onde há uma catedral dentro da terra toda feita de sal. Quem ainda não conhece as minas de sal de Cracóvia (clique aqui para ver nosso post), vai se impressionar com o local. O passeio ainda inclui a visita a cidadezinhas históricas do país e passagem pelas plantações de rosas colombianas.

Colômbia - Zipaquirá - jul 10

Catedral de Sal, Zipaquirá.

DSCF2195

Lago de Guatavita – para retirar o ouro que os índios depositavam no fundo do lago em rituais religiosos, os espanhóis esvaziaram quase metade do lago.

DSCF2247

Zipaquirá

Cartagena de Índias

Ao contrário do friozinho de Bogotá, Cartagena é bem quente e úmida, digna de suor a todo o momento! Já percebeu que você terá dois tipos de roupa na sua mala, né? Frio e calor! Cartagena fica às margens do mar do Caribe, é rodeada por uma muralha que a protegia dos piratas na época colonial, e é super charmosa! Não é à toa que o escritor Gabriel García Marquez a escolheu como uma de suas residências, bem em frente ao mar e a muralha, próximo ao hotel Sofitel Santa Clara.

DSCF1869

Colorido de Cartagena!

As praias da cidade, de fato, não são muito bonitas, sendo necessário fazer passeios diários de barcos para as ilhas próximas, que são particulares. Há vários tours por lá. Quem curte aquários, pode ir para a Isla San Martín, onde há o Oceanario Islas del Rosario, com tubarões, golfinhos e tartarugas. Nas ilhas é possível mergulhar e praticar snorkel.

DSCF1748

Vista da cidade de Cartagena do Convento de la Popa.

Não há muitos museus imprescindíveis em Cartagena. Assim, o negócio é mesmo comer e curtir o clima da cidade, com suas casinhas coloridas e flores em volta. Há vários barzinhos descolados e o Café del Mar é um dos prediletos para o happy hour. O restaurante El Santísimo é o mais top da cidade, a comida é incrível a um bom preço. Fomos lá duas vezes… hehehe o cardápio é divertido, com nomes de santos, há combos com comida e bebida, o ambiente é bem agradável… é para comer rezando mesmo.

DSCF1705

Pensa na felicidade da menina com essa comida maravilhosa!

DSCF1549

Ideal para o happy hour, com muita gente alternativa e uma vista para o mar…

O convento Santa Cruz de la La Popa compensa a visita tanto pelas instalações interiores quanto pela vista da cidade. Se você der sorte, poderá tirar fotinha com uma preguiça fofa e apaixonante que fica logo na entrada. O Fuerte de San Felipe de Barajas é também interessante pelo porte, foi o maior castelo construído pelos espanhóis nas Américas (41 metros) e também pela vista. Guarde o fim da tarde para visita-lo e assistir ao pôr-do-sol de lá sobre a cidade murada. De Bogotá a Cartagena há voos diários com preços bons.

DSCF1779

Inscrição no Convento de la Popa em Cartagena.

Santa Marta

Se o seu negócio é mesmo praia, a 209 km de Cartagena fica a cidade de Santa Marta, porta de entrada para o Parque Nacional Tayrona, que tem 29 praias lindas, incluindo uma de nudismo. Santa Marta é a primeira cidade fundada na América do Sul, em 1525, pelos espanhóis e guarda um centro histórico curioso, com também um museu do ouro, que mostra como os índios tayronas misturavam ouro com barro para enganar os espanhóis.

santamartamccann_1

Panorâmica de Santa Marta.

Santa Marta tem também praias, mas é uma ótima base para explorar o litoral, em viagens de um dia, bate-volta, onde se é possível visitar praias mais bonitas e tranquilas. Destaque para Rodadero, praia urbana cheia de turistas, restaurantes, hotéis e também um aquário com tubarões; Bello Horizonte, cheia de resorts do tipo comer/beber/dormir/morgar; Taganga, uma praia rústica de pescadores, mas ainda com movimento, e Playa Grande, essa sim, acessível só de barco, meio deserta para o povo que gosta de sossego. Reverse uns quatro ou cinco dias para explorar bem a região.

De Santa Marta, é possível fazer uma excursão até o Parque Nacional Tayrona, que fica a 34 km. Esse parque tem um ecossistema formado de praias, bosques nativos, montanhas, diversas aves e animais e vestígios dos antigos índios Tayrona, primeiros habitantes da região.

tayrona

Parque Nacional Tayrona

Para os aventureiros de plantão, há um passeio de 6 dias para conhecer a Ciudad Perdida, na serra local em direção a um dos sítios arqueológicos mais interessantes da América Latina. Os índios Tayrona são do século 9 e essa cidade teria sido abandonada por eles em 1600 quando os espanhóis chegaram por lá. Como em Machu Picchu, há um trekking bacana!

Para chegar à Santa Marta, há também voos diários de Bogotá e, como é relativamente perto de Cartagena, uma alternativa é o ônibus, quatro horas de viagem.

San Andrés, Providencia e Santa Catalina

Colombia-San-Andres-Venturas-001

Mar de sete cores em San Andrés

No meio do mar do Caribe, está o paraíso San Andrés, lugar conhecido como dono do Mar de Sete Cores. Ilhota que só tem 11 km de extensão e 60 mil habitantes, sem contar os milhares de turistas. Além das belezas naturais, a ilha funciona como uma zona franca, isso mesmo, Caribe sem taxas, boa para comprar perfumes e bebidas. Só fique de olho nos produtos falsificados.

Do lado de San Andrés, fica outra ilha, Providencia, que é menos explorada e é ligada a outra ilha, Santa Catalina, pela Puente de los Enamorados. O clima é tão romântico que tem gente que se casa no fundo do mar por lá, desde que apresentem passaporte. Tem lei e tudo para isso lá. Não é uma ideia boa?

puente

Ponte dos namorados

O lugar tem especial encanto por conta de estar sobre a terceira maior barreira de corais do mundo, recebendo o título de Reserva de Biosfera de Flora Marina da UNESCO. É ideal para lua-de-mel, esportes aquáticos, mergulhos e passeios em “barco-submarino”. Como o local é relativamente pequeno, faça um tour perimétrico de barco, de bike, de carrinho de golfe ou até mesmo a cavalo!

Para chegar ao arquipélago, existem voos diários tanto de Bogotá (2h) quanto de Cartagena (1h30).

Medellín

As tristes e violentas histórias violentas do Cartel de Medellín, comandado pelo maior narcotraficante do mundo, o Pablo Escobar, já estão no passado dessa cidade vibrante, com um forte centro financeiro e conhecida como “a cidade da eterna primavera”, em razão da sua Feira Anual das Flores, com festas e desfiles coloridos.

A temperatura lá é constante e de 24 ºC, o que faz da cidade verde todo o ano. Além disso, Medellín também é a cidade natal de Fernando Botero, o artista plástico que ficou famoso por representar os gordinhos. Assim, em todo lugar, há cópias de suas simpáticas esculturas. Ele tem uma praça só para ele, que abriga 23 esculturas! A cidade tem várias bibliotecas e praças bacanas para visitar!

_DSC8782

Praça Botero, em Medellín, cidade natal do artista dos fofinhos!

Bem, com esse post introdutório já dar para ter uma ideia geral da Colômbia. Em breve, faremos outro mais detalhado com as atividades em Bogotá e Cartagena!

DSCF2402

Beijos com sabor de café colombiano Juan Valdez e torta de chocolate para vocês!

E o que você achou dessa viagem? Não deixe de compartilhar com a gente as suas impressões!